Blog

O Propósito da Vida

27 de junho de 2019
Nenhum comentário

O Propósito da vida começa na infância. Pois, todos nós temos sonhos desde pequenos.
Na infância nossos sonhos mais se parecem com fantasias que são estimuladas por um mundo mágico de brincadeiras onde podemos ser tudo que pudermos imaginar. Não há limites, podemos voar e ser quem quiser ser. Talvez um super-herói? Ou mesmo eliminar facilmente todas as coisas que nos incomoda, fazendo das nossas vidas um plano perfeito onde tudo são alegrias e diversão.
Ao chegarmos à adolescência, quando passamos a entender melhor os limites da realidade. Passamos a sonhar com coisas menos imaginárias, mas ainda assim, sonhamos com o que seria o nosso mundo perfeito.
Conforme crescemos, vamos percebendo que a realidade impõe limites, muitas vezes, difíceis de ultrapassar.
Então somos acometidos por uma melancolia que mal sabemos de onde vêm. Nossos corações ficam apertados e a saída parece ser um ponto distante e inalcançável no firmamento do universo.
Há pouco tempo recebi um presente maravilhoso. Assisti a um filme chamado, “Uma vida com propósito”, o filme é baseado em uma história real. É a história de uma garota, que foi a primeira vítima em um dos maiores massacres em colégios nos EUA, em Columbine, Colorado em 1999.
O filme é carregado de emoções, muitas delas tristes, mas é uma lição de vida. São exemplos de superação, compaixão, amor e fé.
Claro, trabalho com adolescentes, tenho dois filhos jovens e uma história como esta mexe bastante com as nossas emoções. Provoca muitas reflexões sobre a vida, sobre o tempo, sobre nós, e o que fazemos com tudo isso.

O nosso propósito é o propósito da vida

Como todo adolescente, Rachel sonhava em mudar o mundo, mas tão natural quanto sonhar, não tinha a menor ideia de como fazer.
Entretanto, de alguma forma ela começa a mudar e a interferir nas coisas a sua volta. Passa a identificar pessoas que precisam de ajuda e procura fazer diferença em suas vidas. Ela passa a se importar com os problemas dos outros.
Contudo, por mais que ela faça sempre lhe fica a impressão de ser pouco e que pode fazer ainda mais.
Mas é inevitável se sentir impotente, principalmente quanto o que se acredita não é compartilhado pelos outros. A confusão se instala e fé é abalada. E é neste momento que muitas coisas passam pela cabeça como se estivesse mergulhada em um tanque com água e não aguentando mais segurar o ar.
Mas, o que seria de cada um de nós se não fossem as pessoas que nos amam. Aí, tudo muda novamente e o mundo volta a florir, o sorriso volta a habitar o rosto e os pensamentos se tornam leves e a esperança se renova.
Às vezes, ou quase sempre, demoramos entender o que somos. Levamos um tempo enorme para descobrir o motivo pelo qual fazemos parte de um mundo que parece não se importar.
E quando descobrimos, tudo passa a fazer sentido, e você estabelece um equilíbrio e encontra o seu lugar.
Acredito que cada um de nós, seja qual for a crença, possui uma missão e um lugar e, especialmente, todos nós estamos conectados um ao outro e ao universo.
Acreditem, somos todos especiais. E, esse é o propósito da vida.
E se você permitir. Até a próxima!
Adriana Oliveira
Gostou do texto? Acha que ele pode ser importante para seus amigos?
Compartilhe em suas redes sociais. Tenho outros artigos em meu Blog.

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*