Blog

A complexidade de se ter objetivos

28 de março de 2019
Nenhum comentário

Talvez uma das coisas mais importante para a vida é saber aonde se quer chegar, é ter objetivos. Ter um rumo, uma direção que possa tornar as decisões mais assertivas.
Ter um objetivo é mais do que saber onde ser vai almoçar ou jantar, onde e com quem será a balada do final de semana, ou mesmo onde vai passar as férias. Ter objetivo é ter uma razão, um propósito, um significado. É ter esperanças. Sonhos!
Infelizmente a grande maioria das pessoas desconhece a importância dos objetivos. Vivem sendo levadas pelos acontecimentos, levadas pelas pessoas mais próximas e são incapazes de traçar qualquer tipo de meta para suas vidas.
Culturalmente, não fomos preparados para isso. Olhar para o futuro, planejar, entender por que estamos onde estamos. Saber avaliar nossas capacidades, transformar tudo isso em talentos, desenvolver habilidades para depois definir metas e objetivos. Realmente é tudo muito complexo para muitos.

Objetivos dos pais

Estou certa de que você conhece muitas histórias de vida assim. Nossos pais, nossos avós, parentes, vizinhos. Ou nós mesmos, nossa própria história.
Se você, neste instante, identificou semelhanças. Isso pode estar lhe causando algum desconforto e você pode pensar:

Já tenho algumas décadas de vida. Nasci em uma família humilde, poucos recursos, meus pais sempre deram muito duro para poder dar o mínimo de alimentação e vestuário para nós. Tempos difíceis.
Talvez para os meus pais, seus objetivos fossem exatamente esse, o de proporcionar, a mim e aos meus irmãos, o mínimo de dignidade de vida.
A mim, agora, cabe dar mais do que dignidade aos meus filhos. Quero dar um futuro!

Pois bem, provavelmente agora lhe bate uma grande preocupação e você se questiona: Estou fazendo a coisa certa, estou fazendo tudo que posso para o futuro dos meus filhos?
Talvez você ainda não tenha se dado conta. Mas, assim como os objetivos dos seus pais talvez fosse o de proporcionar um mínimo de dignidade a você. Parece que o seu próprio objetivo é o de tentar garantir, de alguma forma, um futuro para os seus filhos.

Ainda posso realizar os meus sonhos?

Portanto, todo esse cenário gera muitas e muitas dúvidas. Então, ai vai mais algumas perguntas para você pensar!
Você ainda deve pensar em definir objetivos pessoais para a sua vida? Você ainda tem sonhos que gostaria de realizar? Ou você deve se preocupar em apenas ajudar os seus filhos com os sonhos deles?
E sabido que uma das maneiras mais eficientes de ensinar é através de exemplos.
Aprendemos muito com os valores e comportamentos dos nossos pais. Certamente nossos filhos também com os nossos. Então, lhes dê exemplos a serem seguidos.
Valorize seus próprios sonhos e busque realiza-los. Não desista deles para que seus filhos entendam a importância de realizarem seus próprios sonhos e objetivos.
Não existe um único, ou melhor, caminho para ter e buscar objetivos. Você só não pode desistir para que seus filhos não aprendam, com o seu exemplo, a também desistir.
Ensine, com o seu exemplo, a serem resilientes, a serem persistentes, a olhar os obstáculos como dificuldades a serem superadas. Ensine seus filhos a gostarem de desafios. Mostre aos seus filhos, todos os dias, o quanto é gostoso sentir a satisfação de superar desafios e ultrapassar obstáculos.
Dê aos seus filhos a alegria de compartilhar junto com você, a realização de um objetivo, de um sonho. E uma vez vivida essa felicidade, jamais a esquecerão. E então, mais e mais vezes desejarão sentir aquilo que os seus pais, um dia, lhes mostraram.
Construa e realize objetivos comuns. Viva, em família, a realização dos seus sonhos. Um objetivo não precisa ser grande, precisa ser desejado.
Quero por fim, deixar cinco dicas para se definir objetivos de forma que se tornem menos complexos e mais fáceis de serem definidos e alcançados.

Objetivo também tem regras

Então adote para si e mostre aos seus filhos as condições abaixo já para os seus próximos objetivos:

  1. O objetivo precisa ser específico, ou seja, tem que ser claro e não pode haver dúvidas e nem dualidades. Por exemplo: Se você deseja um carro, defina qual é esse carro, a marca, o modelo, a cor e todos os detalhes que mais deseja nele. Não deseje apenas um carro ou qualquer carro. Tem que ser aquele carro.
  2. O objetivo precisa ser mensurável, ou seja, que possa ser medido ao longo do tempo. Ainda usando o carro como exemplo: Se ele custa cinquenta mil reais, o quanto você conseguiria guardar mensalmente para ter esse carro em um determinado prazo? Você precisa ter um recurso que meça se o seu objetivo está se aproximando ou não. E se não estiver, mude ou adapte sua estratégia.
  3. O objetivo precisa ser atingível. Não há nada pior do que você querer algo que sabe que jamais irá alcançar. Se, por exemplo, cinquenta mil reais é um valor extremamente difícil de atingir, reduza-o para algo que seja mais atingível. Porém, não o torne fácil demais, pois se for muito fácil, rapidamente será atingido e não haverá estímulos gratificantes ao atingi-lo.
  4. Precisa ser relevante para a sua vida. Relevante com a sua condição financeira, com o seu estilo de vida, com a utilidade que terá para si. Relevante com os seus valores e princípios e com todas as demais coisas que você já tem e que são importantes para você, a fim de não haver conflitos de interesses e não vir a gerar problemas não desejados.
  5. Todo objetivo precisa ter um prazo para ser alcançado. Então, se deseja o carro, defina uma data para tê-lo. Dia, mês e ano. Quando não definimos um prazo para os nossos sonhos e objetivos, eles são sistematicamente adiados. O prazo será um aliado para que o seu sonho se realize.

É isso! Talvez não seja simples definir, ter e alcançar objetivos, talvez seja mesmo complexo. Mas, certamente é muito mais complexo viver sem saber aonde se quer chegar.
E se você me permitir. Até a próxima!
Adriana Oliveira
Gostou do texto? Acha que ele pode ser importante para seus amigos?
Compartilhe em suas redes sociais. Tenho outros artigos em meu Blog.

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*