Blog

Amizade – O Mundo do Adolescente

29 de junho de 2018
2 Comentários

Nosso círculo de amizade é a coisa mais importante que temos. Não é nada raro ter entre nossos amigos, pessoas que fizeram parte da nossa adolescência. Se a gente voltar um pouquinho no tempo, vamos lembrar as nossas conversar secretas, nossas festas, viagens e passeios, nossos momentos de alegria e euforia, nossos namoros e também nossos momentos mais melancólicos e até das brigas. Mas estávamos sempre juntos.
Portanto, amizade é construção. Ninguém se torna amigo em poucos minutos, precisa haver confiança e cumplicidade. Então, é com o tempo que isso se constrói, e quando acontece é para toda a vida.

A Importância dos Amigos

Assim como a infância, a adolescência é uma fase passageira, dura alguns poucos anos e nunca mais retornam. São fases da vida fundamentais em nossa formação.
Nem todas as pessoas mantêm, na fase adulta, os amigos construídos na infância e adolescência. Mas, naturalmente, isso não os torna menos importantes.
É que muitos pais reclamam que seus filhos, adolescentes, dão mais importância para os amigos do que para a família. Pois passam mais tempo com os amigos, onde são mais comunicativos, alegres e extrovertidos. Enquanto para a família, sobra apenas a cara fechada e o mau humor.
E quanto a isso, tenho duas coisas para falar.

Primeiro – A Família

Definitivamente não acredito que os amigos sejam mais importantes para os adolescentes do que a própria família. Existe sim, uma cobrança maior por parte dos pais, e em certos círculos familiares, também por parte de tios e avós.
Cobrança com os estudos, com a postura, com o vocabulário, com a responsabilidade, com o comportamento.
O adolescente vê a família como uma coisa chata, maçante, cobranças o tempo todo e para tudo. Portanto é natural que ele crie artifícios como a indiferença, o ostracismo, o fingir não estar nem aí, para aliviar um pouco tanta pressão que julga sentir.
Asseguro-lhes, minha vivência com os adolescentes tem mostrado jovens com muito carinho e amor por seus pais, avós e tios. São jovens que sonham em um dia poder dar aos pais, mais do que coisas materiais, eles desejam dar orgulho aos seus pais. Só não sabem ainda como fazer isso.
Portanto seria muito injusto achar que esses adolescentes não se preocupam com suas famílias. Eles não carregam em si, sentimentos de ingratidão por elas. Eles reconhecem perfeitamente o carinho e esforço dos seus familiares com sua educação. É provável que eles não saibam que isso é importante para os pais, mas também, nem saberiam como dizer isso a eles.

Segundo – A Amizade

Complementando. Não prive, não abrevie e não subtraia dos seus adolescentes essa fase tão importante da vida.
Lembre-se da sua adolescência e das amizades que tinha. Suas confidencialidades, suas inseguranças e medos, seus momentos de confiança onde nada podia te deter e você achava que tinha poder de tudo e que era indestrutível.
Jamais se esqueça daquela turma onde todos tinham os mesmos problemas e ao mesmo tempo em que se encontravam perdidos, propunham soluções mágicas para resolver as dificuldades de cada um. Eles, por si só, se perdem e se encontram.
Senhores pais! Acompanhem seus adolescentes, dê a eles mais do que um teto e alimentação, dê a eles a sua compreensão e sua amizade, mas, sem deixar de ser pai ou mãe. Invista seu tempo, seu carinho e sua atenção no futuro dos seus filhos. Pois, logo essa fase passa e terás um adulto cheio de vida em suas vidas.
Entenda que seus filhos estão construindo suas próprias histórias. Dessa forma, ajude-os a construírem as histórias mais lindas que puderem ter.
Gostou do texto? Acha que ele pode ser importante para seus amigos? Compartilhe em suas redes sociais. Tenho outros artigos em meu Blog.
E se você me permitir. Até a próxima!
Adriana Oliveira

COMENTÁRIOS:

C
Catarina Pompeo
Vocês atuam fora da cidade de São Paulo? Gostaria muito de estabelecer parcerias. Parabéns Adriana!
A
Adriana Oliveira
Olá Catariana, Obrigado. Sim, atendemos também fora de São Paulo. Vou gostar muito de falar com você a respeito. Se preferir, fone: 11 95900-4235.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*